quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Power Architect - Ótima Ferramenta Livre!!!

Falar de ferramentas de banco de dados geralmente implica em destacar suas limitações. Uma exceção é o Power Architect, que apresenta boas e úteis funcionalidades para o desenvolvimento de aplicações que tenham um certo grau de complexidade. É uma ferramenta livre e de código aberto, cujo download pode ser feito aqui.

Não é exclusiva para o PostgreSQL, podendo também ser utilizada em projetos com Oracle, SQL Server, MySQL, Derby e HSQLDB. O desenvolvimento é pago por taxa de suporte premium de 199 dólares ao ano, o que é relativamente baixo em se falando de ferramentas de base de dados.

As principais funcionalidades são:
  • Boa interface visual com diagramas de ER e OLAP
  • Acesso a bancos de dados via JDBC
  • Conexão a múltiplas fntes de dados ao mesmo tempo
  • Comparação de modelos de dados com identificação de diferenças e geração de scripts de sincronização
  • Suporte a "Drag-and-drop" de tabelas de um modelo para o playpen (diagrama)
  • Geração de banco de dados através do projeto (Forward-engineers)
  • Engenharia reversa para a construção dos projetos
  • Salvamento da estrutura de dados em um projeto que pode ser trabalhado remotemante
  • Dados do projeto armazenados em um formato XML de fácil navegação
  • Licença livre GPL (version 3)
  • Suporte rudimentar a ETL - Extração, Transformação e Carga de Dados
  • Suporte a esquemas OLAP para projeto de Data Warehouses

Alguns problemas ou desvantagens foram constatados. Falta suporte a visões, triggers, restrições tipo check e stored procedures, recursos importantes para o projeto de bancos de dados de maior complexidade. Outros problemas menores constatados foram: falta Suporte a trabalho em grupos, ausência de Controle de versões e falta de interface WEB.

Abaixo, algumas telas capturadas:

  • Tela de conexão a banco de dados PostgreSQL, tendo ao fundo uma visão geral da ferramenta.

  • Parâmetros para a comparação entre bancos de dados
  • Tela de resultado da comparação entre bancos de dados.

* Avaliação Geral

A ferramenta é superior ao DBDesigner e pode ser utilizada para projetos que não sejam de pequeno porte. Apresentou poucos bugs nos testes realizados. No entanto, as desvantagens apesar de poucas são significativas.

5 comentários:

Fernando Ike disse...

E tem um detalhe legal, a licença é GPL-2. ;)

leandro disse...

GNU GPL v3, Ike-ſan!

O que falta de mais eßencial é, mais ou menos pela ordem, ſuporte a domínios, reſtrições de integridade de conferência (check conſtraints), e verſionamento.

Silfar disse...

Não sei se estou falando besteira, mas uma coisa que faltou foi fazer a atualização na estrutura sem apagar os dados já existentes.Se tem como fazer isso, eu não achei

Anônimo disse...

achei interessante a sua abordagem mas será que teria como postar algo melhor elaborado mostrando todos o processo desda conexão, construção das tabelas até a geração dessas tabelas no bd??

Cláudio Leopoldino disse...

Anônimo, vou colocar na fila, mas o tempo está escasso. SE alguém mais utilizar a ferramenta, pode se manifestar.

As colocações de Leandro, de 1999, ainda são atuais, por incrível que pareça. A ferramenta tem evoluído pouco, mas inda oferece um bom mix de funcionalidades.