segunda-feira, 16 de maio de 2011

Squirrel Client: Suas Conexões em um Único Lugar!

Conexões são muito importantes e temos de gerenciá-las. Quando temos conexões para vários bancos de dados distintos em múltiplos servidores e ambientes de desenvolvimento, produção e homologação, esta gestão pode se tornar complicada. O Squirrel Client é uma boa ferramenta que permite a gestão das conexões, a visualização e a manipulação de dados do PostgreSQL e da maioria dos bancos de dados livres e proprietários, unificando em um ponto esta função. (eles só não têm um logotipo decente, então ilustrei com esse que encontrei na internet)



A instalação é bem fácil e se desejar baixar e executar direto do arquivo JAR ou do script .SH sem precisar instalar a ferramenta, não há segredos (é o que eu faço no cotidiano). No windows pode ser acionado pelo arquivo .BAT.

Para utilizar o Squirrel Client, basta baixar a ferramenta e o driver do banco de dados que se deseja acessar. A lista de bancos suportados pela ferramenta é muito vasta, e as configurações a serem feitas não são sofisticadas:

Primeiro passo: Configurar driver

No caso do PostgreSQL, o driver pode ser baixado facilmente. Neste exemplo foi utilizado um driver jdbc, copiado para a pasta lib do squirrel client.

Selecione a aba "Drivers" à esquerda da tela. Informe a string de conexão, dê uma descrição para o driver e confirme.


 


Segundo passo: Configurar conexão

Uma vez que um  driver pode ser utilizado em várias conexões, deve-se configurar a conexão que utiliza o driver.

Acione a aba"Aliases" e clique no ícone "+" para criar uma nova conexão. Informe o nome, o driver que você criou, a string de conexão, usuário e senha, conforme a figura e confirme.

Para conectar, clique no primeiro ícone da aba "Aliases".


Visualizando o banco de dados

A conexão faz com que sejam mostradas duas abas: "Objects" e "SQL".  A aba "Objects" permite a visualização do banco de dados através de uma treeview e de várias abas internas que são dinamicamente preenchidas à medida em que um objeto do banco de dados é selecionado.

A interface é bem detalhada e são apresentadas informações detalhadas a respeito dos metadados que não são comumente mostradas em outras ferramentas similares como permissões de acesso de tabelas e colunas.

Observe que as informações só serão 100% confiáveis se a coleta de estatísticas do banco de dados estiver atualizada.



Trabalhando com o banco de dados

A aba SQL permite a realização de consultas e a criação, salvamento e recuperação de scripts sql. 

Funções como auto correct/ abreviations e bookmarks podem aumentar a produtividade do usuário.

A execução simultânea de várias conexões é muito útil para evitar a abertura de vários visualizadores em ferramentas distintas.

É possível criar um ou mais diagramas utilizando o botão direito do mouse sobre as tabelas e selecionando a opção "add to a graph", um bônus muito interessante, pois mostra os relacionamentos e permite imprimir de várias formas! 



Limitações

Por ser uma ferramenta de acesso a dados, não apresenta recursos de design mais avançados para a opção de elaboração de diagramas, que gera diagramas através do esquema SQL, mas não gera esquema SQL com base no diagrama. No entanto isso não chega a ser um limitador, apenas não é o propósito da ferramenta.

O suporte a Hibernate não foi testado neste post, mas parece ser uma das features mais interessantes para os usuários deste framework.

A única restrição que encontrei foi o fato do sistema não apresentar o plano de execução das consultas que utilizei no teste (não testei outros bancos além do Postgresql). Possivelmente as novas versões supram esta necessidade futuramente.

O squirrel client se mostra adequado para manter e centralizar conexões a múltiplos bancos de dados, visualizar seus metadados e realizar operações no banco que demandem SQL. Veja os screenshots, baixe, instale e teste!

Um comentário:

Anônimo disse...

recomendar à procura de uma ferramenta gratuita Valentina Estúdio http://www.valentina-db.com/en/valentina-studio-overview